fbpx

RINOPLASTIA

A Rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais antigas e sua história se confunde com a própria história da cirurgia plástica. Uma das mais fascinantes cirurgias plásticas, pelos benefícios obtidos, a Rinoplastia é também uma das mais satisfatórias para os pacientes.

Nosso nariz é o centro focal do rosto, por isso qualquer imperfeição se evidencia muito, seja qual for o ângulo de visão. Além do valor estético, o nariz tem funções muito importantes para a saúde que não podem  ser prejudicadas em benefício da aparência, pelo contrário, deve haver melhora com a Rinoplastia.

Rinoplastia

Nas últimas décadas, a Rinoplastia evoluiu muito em termos de técnica, o que possibilitou a potencialização dos resultados que se tornaram cada vez mais refinados e positivos, tanto em termos de estética quanto funcional.

O que é Rinoplastia

A Rinoplastia é a cirurgia plástica indicada para correções estéticas do nariz, seja para aumentar ou diminuir, dar projeção à ponta, afinar as asas nasais e até diminuir a giba óssea (osso ou calo) do nariz.

O princípio básico da Rinoplastia moderna é a obtenção de um nariz funcional (que permita a função respiratória normal) e que esteja dentro de um contexto estético coerente com o restante da face. 

A Rinoplastia exige um acurado sentido de harmonia, aliado a um profundo conhecimento de anatomia e de técnica cirúrgica.

Quais as Indicações

A Rinoplastia é indicada para pessoas que não estejam satisfeitas com a estética e/ou funcionalidade do nariz. A cirurgia fará a adequação do formato do nariz, de acordo com o gosto do paciente, respeitando sempre as características étnicas individuais.

Devemos sempre estar atentos às alterações funcionais associadas: dificuldades de respirar, rinites crônicas, coriza, sinusites, etc. Caso haja deformidades anatômicas, estas devem ser corrigidas para que o resultado estético da cirurgia não seja comprometido. É importante a associação entre cirurgia estética e funcional para os melhores resultados possíveis.

Rinoplastia

Quais os benefícios

Os principais benefícios da Rinoplastia são:

  • Readequação do formato do nariz.
  • Melhora na funcionalidade do nariz (respiração), caso necessário;
  • Melhora na simetria facial;
  • Melhora na aparência;
  • Aumento da autoestima.
Como é o pré-operatório

O pré-operatório é iniciado com uma consulta médica detalhada, em que o paciente será minunciosamente examinado e serão avaliadas expectativas e possibilidades.

O médico solicitará a realização de exames laboratoriais e de risco cirúrgico. Exames de imagem poderão ser pedidos.

Deverão ser passadas diversas informações sobre os medicamentos de uso atual, possíveis alergias e se há histórico de doenças familiares.

O laudo de um otorrinolaringologista pode ser solicitado.

Como é a anestesia

A anestesia da Rinoplastia normalmente é local, com sedação. Caso o paciente tenha outras necessidades, poderá ser combinada, com o médico, anestesia geral.

Como é feita a Rinoplastia

A cirurgia é realizada em hospital, em caráter ambulatorial, ou seja, tendo alta prevista para o mesmo dia.

A cirurgia dura cerca de 2 a 3 horas, dependendo da necessidade de cada paciente, e deve-se adicionar a este tempo o preparo e a recuperação pós-anestésica.

A Rinoplastia pode ser realizada de forma aberta, com incisões, ou fechada, com acesso pelas narinas, conforme a preferência do cirurgião e as características do nariz. A cirurgia pode seguir duas linhas: a redutora e a estruturada.

Rinoplastia Redutora: as estruturas nasais são reduzidas em tamanho e um curativo é mantido até que a cicatrização se encarregue de manter as estruturas operadas em sua nova posição.

Rinoplastia Estruturada: a pirâmide nasal é esculpida através de enxertos de cartilagem, retirada do próprio nariz, da orelha ou costela. Essa estruturação confere suporte ao novo nariz e melhora o aspecto estético e a funcionalidade. 

Em alguns casos, dependendo do tipo de nariz, as cicatrizes podem ficar escondidas dentro da cavidade nasal. Em outros teremos cicatrizes externas pouco aparentes, em consequência das incisões feitas na columela (área entre as narinas) ou nas asas nasais.

Quais são os riscos da Rinoplastia

Os riscos da Rinoplastia são os mesmos de qualquer outra cirurgia plástica: hematomas, inchaços e cicatrizes.

Os riscos são maiores se o paciente não seguir as recomendações médicas.

 

Como é o pós-operatório da Rinoplastia

Normalmente a cirurgia não possui um pós-operatório doloroso, mas, se houver dor, deve ser controlada com os analgésicos prescritos.

O organismo reage com inchaço e manchas roxas que podem variar de uma forma discreta a reações mais intensas. Estas reações podem aumentar nos três primeiros dias, depois inicia-se o processo de regressão.

É totalmente normal a ocorrência de um pequeno sangramento, nas primeiras 48h após a cirurgia. Esse fato não é motivo para preocupação. O curativo de proteção deverá ser mantido e trocado, quantas vezes forem necessárias, para aparar o sangramento.

As pálpebras poderão ficar inchadas e com manchas roxas durante os primeiros 7 a 10 dias. Apesar de raro, o sangue poderá deixar vermelho o branco dos olhos o que não significa problemas, nem deve gerar preocupações.

Poderá haver alguma dificuldade para respiração nasal nos primeiros sete dias, pela presença de coágulos nas narinas. O cirurgião indicará o  uso de descongestionantes nasais para um maior alívio.

É recomendada uma alimentação mais pastosa na primeira semana. A região estará dolorida e inflamada, portanto o ideal é evitar alimentos sólidos que exijam maior mastigação.

Recomenda-se tentar desviar os espirros para a boca e evitar assoar o nariz na primeira semana. O paciente receberá alta hospitalar com todas as recomendações necessárias a uma boa recuperação:

  • Repouso de atividades físicas e limitação de movimentos bruscos e amplos;

  • Deitar-se com o tronco elevado por almofadas e travesseiros. Não se deitar de lado, ou de bruços, sem a autorização do cirurgião;

  • Banhos molhando a cabeça somente com autorização da equipe cirúrgica, cuidando para não molhar o gesso (quando presente);

  • Não trocar ou manipular os curativos, mesmo que haja um pequeno sangramento pois isto é normal e não deve causar susto;

  • Todas as trocas de curativos deverão ser feitas pela equipe cirúrgica ou sob a orientação desta;

  • Retornar para a retirada de pontos e avaliação pós-operatória após 7 dias da cirurgia. Retornos adicionais serão comunicados pelo cirurgião e devem ser seguidos para uma completa recuperação e avaliação dos resultados;

  • Não dirigir por um período mínimo de 1 semana;

  • Após 1 mês o paciente poderá retornar a suas atividades físicas habituais: ginástica, natação e outras;

  • Exposição ao sol, com o intuito de bronzear, somente após 30 dias. A exposição prolongada ao sol deve ser evitada, pois o excesso de calor pode prolongar o inchaço;

  • O uso de óculos mais pesados não será permitido por cerca de 2 semanas após a retirada dos moldes. E deve ser evitado também nos 30 primeiros dias. Se for indispensável usá-los, evite o apoio excessivo nas partes ósseas;

  • Jamais faça compressas quentes na área operada, para melhorar inchaço. A pele estará sensível e poderá ocorrer queimadura.

Evolução e resultados da Rinoplastia

Após a cirurgia, o nariz permanece por alguns meses com um edema (inchaço) que vai reduzindo aos poucos. Nesse período o nariz parecerá maior em relação ao resultado final e terá uma aparência menos evidenciada. Leva cerca de um ano para que a fibrose, uma espécie de cicatriz interna, se torne menos evidente e as estruturas do nariz se acomodem em seu novo local.

A Rinoplastia é uma cirurgia muito gratificante. Dentre as cirurgias estéticas, é uma das que proporcionam as maiores satisfações.

Após a recuperação, ao observar o contorno facial, o nariz deixará de ser o foco negativo da atenção. O novo perfil será mais harmônico e os detalhes dos olhos, lábios, queixo, pescoço também aparecerão, enquanto o nariz passará a compor o contorno da face de uma forma menos destacada.

A atenção das pessoas estará voltada ao conjunto facial e não mais especificamente a um nariz destoante e comprometedor da beleza.

Em casos de resultados finais não tão satisfatórios, é possível fazer a correção com uma nova cirurgia, a Rinoplastia secundária.

A Rinoplastia pode ser realizada em associação com outras cirurgias faciais como a Blefaroplastia, cirurgia plástica das pálpebras e o Lifting Facial, cirurgia de rejuvenescimento da face.

Saiba mais preenchendo e enviando o formulário abaixo.

Agende sua Avaliação

    Nome
    E-mail
    Telefone
    Qual o seu interesse?
    Mensagem