fbpx

CIRURGIA PÓS-OBESIDADE

O que é Cirurgia Pós-obesidade

A Cirurgia Pós-obesidade, Cirurgia Pós-bariátrica, Cirurgia Pós-emagrecimento, Dermolipectomia ou Lifting Corporal é a cirurgia plástica para melhorar o contorno e o tônus corporal, diminuindo o excesso de pele após um grande emagrecimento.

A realização da Cirurgia Pós-obesidade só é possível para pacientes que já estão com o peso estabilizado, o que geralmente acontece entre 1 ou 2 anos. Também é necessária a liberação do médico que realizou a bariátrica.

cirurgia pós-obesidade

 

A obesidade é considerada a doença epidêmica do século 21. Estima-se que quase metade da população brasileira esteja acima do peso. Obesidade de graus mais avançados necessita de dietas rigorosas e/ou tratamentos agressivos como a cirurgia de redução do estômago ou bariátrica.

Após um severo emagrecimento, a pele perde sustentação e elasticidade, torna-se flácida e ocorrem, assim, os excessos. Envelhecimento, gravidez e genética (no que se refere à qualidade da pele) potencializam a situação. Diversas partes do corpo podem apresentar excesso de pele: abdome, mamas, braços, coxas, nádegas e púbis.

Nestas circunstâncias, para recompor as proporções naturais do corpo, torna-se necessária a realização da Cirurgia Pós-obesidade.

Quais as Indicações

A cirurgia é indicada para pessoas que se encontram com excesso de pele e flacidez, após passarem por um severo emagrecimento,   e que desejam recompor o contorno corporal, para melhorar a aparência e a qualidade de vida.

É nítida a readequação corporal e social de quem passa pela cirurgia. Os pacientes retomam a qualidade de vida e o prazer da socialização.

 

Quais os benefícios 

  • Redução do excesso de pele;
  • Redução da flacidez;
  • Readequação do contorno corporal;
  • Redução de peso;
  • Melhora na qualidade de vida;
  • Aumento da autoestima.
cirurgia pós-obesidade
 
Como é o pré-operatório

O pré-operatório é iniciado com uma consulta médica detalhada em que o paciente será minunciosamente examinado e  as expectativas e possibilidades serão avaliadas.

O médico solicitará a realização de exames laboratoriais e de risco cirúrgico. Exames de imagem também poderão ser solicitados.

Deverão ser passadas diversas informações sobre os medicamentos de uso atual, tais como possíveis alergias e o histórico de doenças familiares.

Uma autorização do médico que realizou a cirurgia bariátrica, pode ser solicitada.

Como é a anestesia da Cirurgia Pós-obesidade?

O tipo de anestesia depende do número de locais onde serão feitos os procedimentos. Na maioria dos casos, a anestesia é peridural ou geral.

Como é feita a Cirurgia Pós-obesidade

Os procedimentos para Cirurgia Pós-obesidade utilizam incisões, para remover o excesso de pele e técnicas de lifting tecidual com ou sem lipoaspiração.

Os tipos e tamanhos das incisões dependem da quantidade e localização do excesso de pele, pois na verdade a cirurgia é composta por um conjunto de técnicas de várias outras cirurgias plásticas como: Abdominoplastia, Lipoaspiração, Mastopexia ou Ginecomastia e outras.(links)

 

Quais são os riscos da Cirurgia Pós-obesidade

Os riscos são maiores que os riscos gerais de qualquer cirurgia, pois trata-se de um conjunto de cirurgias plásticas. 

Abertura dos pontos, cicatrizes extensas, escurecimento ou hematomas podem ocorrer, principalmente se o paciente não seguir as recomendações médicas.

 

Como é o pós-operatório da Cirurgia Pós-obesidade

 Após a Cirurgia Pós-obesidade, há necessidade de repouso e ausência do trabalho por 14 dias. O uso de malha de compressão, nas áreas operadas, é imprescindível por 30 a 60 dias.

Dependendo do tamanho e dos locais das incisões, será prescrita maior ou menor restrição dos movimentos. Hematomas e inchaços são temporários e tendem a desaparecer gradualmente. Dor não é comum. Proibido tomar sol nas cicatrizes por, no mínimo, 6 meses. Sessões de drenagem linfática são indicadas.

Evolução e resultados da Cirurgia Pós-obesidade

Os resultados da Cirurgia Pós-obesidade são visíveis quase imediatamente. Entretanto pode levar 1 ano, ou mais, para os resultados finais aparecerem completamente.

É importante que o paciente entenda que, devido à grande retirada de tecido, as cicatrizes também serão extensas. E que, em função do estiramento excessivo sofrido pela pele anteriormente, uma vez ocorrido o emagrecimento e feita a cirurgia nem sempre a pele retomará o tônus adequado.

A perpetuação do resultado depende do tipo de pele, das características hereditárias e principalmente de uma alimentação saudável e da prática constante de exercícios físicos supervisionados. Com o avanço da idade, é normal que a pele perca o tônus e a flacidez volte a aparecer.

Saiba mais sobre sobre a cirurgia em www2.cirurgiaplastica.org.br/cirurgias-e-procedimentos/contorno-corporal/pos-bariatrica/

Agende sua avaliação preenchendo e enviando o formulário abaixo.

Agende sua Avaliação

    Nome
    E-mail
    Telefone
    Qual o seu interesse?
    Mensagem